Gosta do site? Cadastre-se aqui e ajude a manter ele Online é grátis e fácil

Sexo no Baile Funk

Me chamo A.(sem revelação de nomes), sou DJ, tinha 21 anos na época do ocorrido e morava na cidade de São Luís – Ma.
Esse é meu terceiro conto e se você não leu meu dois contos anteriores, só me mande um e-mail que prontamente irei disponibilizar os demais contos e quem sabe se conhecer.
Sempre fui um rapaz de manter várias amiguinhas e nessas amizades, tinha conhecido a alguns anos atrás uma morena baixinha de 1.55 metros que só tinha carinha de santa, mas era uma safada que gostava de aventuras. Ela tinha 20 anos, se chamava Patrícia, era baixa, tinha seios durinhos e um bumbum durinho por fazer Karaté. Antes que eu me esqueça, eu tinha 1.74, negro com corpo magro e cabelo baixinho e 16 cm de pau.
Na época, eu estava planejando um baile funk que iria tocar como DJ numa casa alugada. A festa rolaria na parte inferior da mansão e a parte superior ficaria só para os organizadores guardar seus pertences. Quando faltava uma semana para o evento, recebo uma mensagem da Patrícia que não via fazia anos, perguntando se iria rolar uma cortesia para ela e eu respondi que sim, desde que trouxesse algumas amigas para o evento e ela concordou. Os dias foram se passando e as conversas na rede social só foram esquentando, imaginando sacanagem com essa baixinha.
Chegando o dia do evento, eu fui cedo para organizar alguns detalhes da casa e o público foi chegando até a morena mandar mensagem dizendo que chegou e eu fui receber na porta do evento já me dando um delicioso beijo e prontamente convidei a entrar e curtir o evento ao som de muito funk. Depois de uma hora, deveria ter umas 300 pessoas na casa e como ela não era tão espaçosa, fazia calor e a convidei para subir a área restrita da casa para pegar um ar e beber uma vodka e ela aceitou.
Sua roupa era um macacão lindo que me deixou perdido nela e quando chegamos lá, a gente já foi se beijando e minha mão foi deslizando por sua coxa e eu fui desabotoando seu macacão que deixava ela com carinha de santa mas não era rsrs … Eu fui passando a mão bem suave nos seios dela e sussurrando bem gostoso no ouvido dela, deixando a mesma cada vez mais excitada enquanto ela ia deslizando sua mão a procura do meu membro já duro que nem rocha. Passei minha língua no biquinho do seio dela que a deixava toda arrepiada, ainda mais com a sensação de sermos pegos pelos outros integrantes superiores da produção ou até mesmo pelos seguranças.
E quando tudo estava muito gostoso e ela iria fazendo um boquinha no meu membro, escutamos vozes e tivemos que nós arrumar e sair de onde estavamos e voltar para a festa disfarçando, mesmo depois de alguns amigos terem notado nossa ausência.

Tempos depois eu a convidei para subir e terminar o que ficou pela metade só que mais sossegado em um quarto escuro com a janela aberta e a lua clareando o quarto. O beijo foi ficando cada vez mais intenso e botei ela sentada na janela e fui mamando seus seios enquanto ela me chamava de safado abrindo minha calça procurando fazer uma massagem no meu pau.
Ai desci ela e foi logo se ajoelhando e mamando com muita maestria meu membro enquanto eu gemia sentindo aquela língua em meu pau e eu puxava seu cabelo para ir cada vez mais fundo e ela chegava a gorfar na garganta profunda, me segurei para não gozar na boquinha da piranha. Botei ela deitada e fui lambendo sua coxa até chegar ao lábios da sua bucetinha e fui deslizando a língua lá dentro e com uma mão eu apertava seu seio, que ficava dando espasmo enquanto ela gozava na minha boca e ela apertava minha cabeça para não parar. Eu botei uma camisinha e fui brincando com a cabeça do meu membro na entradinha da ppk enquanto ela pedia para botar e eu só fazendo pressão nas regiões dos lábios varginais.
Em seguida eu coloquei tudo de uma vez que foi rasgando ela por ter a bucetinha pequena e apertadinha. Chamava só de minha putinha enquanto passava a língua no seu pescoço até sua orelha e iria gemendo bem no ouvidinho, deixando ela doida. Depois de alguns minutos nessa posição, a gente trocou e ela veio por cima gozando no meu pau e eu chupando seu seios gostosos e ela quicando.
Já estavamos bastante suado quando falei que iria gozar e nós beijamos mais intenso como dois apaixonados por uma putaria e eu gozei gostoso dentro dela e ela também gozou.
Para nossa infelicidade, a produção do evento estava a minha procura e quando ligaram a luz, foi uma baita vergonha que não sabia onde esconder minha cara, mas terminou tudo bem e na semana seguinte na ganhei um boquete dela na escadaria de emergência da faculdade mas fica para outro momento rsrs …
Meu e-mail: [email protected]

>

Sexo no Baile Funk

0% 0 Mais Votados
  • Visto: 981

    Added: 2 semanas atrás

    Categories:

    Adult Wordpress Themes